quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Sem previsão dinheiro para o RN


O Ministério da Fazenda vetou socorro financeiro ao Rio Grande do Norte, com base em recomendação do Tribunal de Contas da União. A secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, afirmou nesta terça-feira (26) que uma “ajuda orçamentária está descartada”.
O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, tinha a expectativa de receber R$ 600 milhões da União na primeira semana de janeiro. Em texto publicado no Facebook, pede que servidores voltem ao trabalho e diz que pretende pagar até 29 de dezembro salários de novembro.
Após negar que possa ocorrer um socorro financeiro, Ana Paula Vescovi destacou que é necessário “gerar isonomia de tratamento com os entes federativos”.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Polícia do RN vai doar sangue


A mobilização dos policiais civis do Rio Grande do Norte contra atraso de salários terá uma ação social, nesta quarta-feira, dia 27 de dezembro. A categoria fará uma doação de sangue coletiva no Hemonorte, no Tirol, em Natal, a partir das 8h30.
Trata-se de uma ação social importante, que irá ajudar várias pessoas, mas também tem uma representação simbólica, pois, no momento, a única coisa que nós policiais temos a oferecer à sociedade potiguar é o nosso sangue”, afirma o presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança, Nilton Arruda.
Os policiais civis passaram todo o dia desta terça-feira (26) reunidos em assembleia, na sede do SINPOL-RN. Eles foram notificados da decisão judicial que decretou ilegal uma paralisação das forças de segurança.
De acordo com o SINPOL-RN, a categoria, apesar de enfatizar que não está realizando paralisação, quer acatar a decisão. Por isso, o Sindicato enviou um ofício à Delegacia Geral da Polícia Civil solicitando uma reunião para que seja definido como os policiais civis poderão retomar as normalidades dos serviços sem terem dinheiro nem mesmo para se deslocarem para as unidades onde trabalham.
“Nós estamos falando de uma necessidade básica do trabalhador, que é o salário. Hoje, os policiais civis ainda não receberam seus salários de novembro, nem o 13º e também não sabem quando vão receber dezembro. Ou seja, a situação chegou no limite do limite. Por isso, desde a semana passada temos realizado essas mobilizações”, comenta Nilton Arruda.
Ele ainda completa: “Os policiais civis não estão em greve e não estão se negando a trabalhar. Eles não estão indo para as delegacias simplesmente porque não têm dinheiro para combustível ou para passagem de ônibus e também não têm condições psicológicas de desenvolverem atividades complexas estando preocupados como vão pagar as contas e colocar comida em casa”.
O SINPOL-RN espera ser recebido pelo delegado-geral nesta quarta-feira para tratar sobre a decisão judicial. No entanto, ressalta que pela manhã a mobilização terá concentração no Hemonorte. Todos os policiais civis que não estiverem  nas delegacias de plantão ou na central de flagrantes devem se dirigir para o órgão para participar da doação de sangue coletiva.

Robinson Faria e Fátima Bezerra são os mais rejeitados para o Governo, mostra pesquisa


Atual governador e pré-candidato à reeleição em 2018, o governador Robinson Faria é o mais rejeitado para o cargo pelos natalenses, com 21% das citações.
Depois dele, ainda dentro da margem de erro (que é de 3,5%), a mais rejeitada é Fátima Bezerra, que foi citada por 16% dos entrevistados. Além deles, não são bem absorvidos para o Governo do Estado pelo eleitorado natalense os nomes de Carlos Eduardo Alves (6%), Robério Paulino (2%), Clorisa Linhares (0,8%), Tião Couto (0,5%) e Cláudio Santos (0,3%).
Os números da pesquisa, realizada pelo Instituto Seta a pedido do Agora RN, mostram também que 45,5% não sabem que nome rejeitam ou não quiseram responder ao levantamento e 8% não rejeitam nenhum dos nomes apresentados.
Foram entrevistadas 600 pessoas entre os dias 20 e 22 de dezembro. O intervalo de confiança é 95%, e a margem de erro é de 3,5%, para mais ou menos.

Fátima tem 17,5%; Carlos Eduardo, 11,3%; e Robinson, 7% para o Governo, diz pesquisa


Uma pesquisa realizada pelo Instituto Seta a pedido do Agora RN mostra que, entre os entrevistados que declararam voto na sondagem para o Governo do Estado, a liderança é da senadora Fátima Bezerra (PT), que apareceu com 17,5% das intenções.
Na sequência dos citados, apareceram com ao menos um dígito o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), com 11,3%; e o atual governador, Robinson Faria (PSD), com 7%.
Não chegaram a 1% o empresário Tião Couto (PSDB, 0,8%), o desembargador Cláudio Santos (sem partido, 0,3%), a vereadora de Grossos Clorisa Linhares (PSDC, 0,3%) e o professor universitário Robério Paulino (PSOL, 0,3%).
Foram entrevistadas 600 pessoas em Natal entre os dias 20 e 22 de dezembro. O intervalo de confiança da sondagem é de 95%, com margem de erro de 3,5%.

Fábio Faria se reúne com Temer e discute nova forma de ajuda ao RN

Em Natal, Lula e Bolsonaro estão tecnicamente empatados para 2018


A pesquisa realizada pelo Instituto Seta a pedido do Agora RN, divulgada nesta terça-feira, 26, e que trouxe números da corrida para o Governo do Estado e Senado Federal, também sondou as intenções de voto do natalense para a eleição presidencial do ano que vem e constatou que os dois primeiros colocados estão tecnicamente empatados.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que será julgado em janeiro no Tribunal Regional Federal da 4ª Região e poderá se tornar inelegível para a disputa, lidera, com 24% das citações. O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) é o segundo, 23%. A margem de erro da sondagem é 3,5%.
Com apenas um dígito, o terceiro colocado é o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 2%. Além dele, foram citados pelos entrevistados o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), com 1,8%; a ex-ministra Marina Silva (Rede), com 1,5%; o apresentador de TV Luciano Huck (sem partido), com 0,8%; e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), com 0,3%.
Não pontuaram o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, a deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB) e o senador pelo Paraná Álvaro Dias (Podemos).
Foram entrevistadas 600 pessoas em Natal entre os dias 20 e 22 de dezembro. O intervalo de confiança é de 95%, e a margem de erro é de 3,5%.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Aniversariante do dia: Cantor e Compositor Cezôca do Município de Felipe Guerra.

Imagem relacionada

Mensagem do Blog:

Há datas em um ano que não podemos esquecer, e hoje é com certeza uma delas, afinal é o seu aniversário. É muito bom fazer parte deste momento em que todas as pessoas que gostam de você comemoram mais um ano da sua existência.

Você é uma pessoa muito especial, e se olhar ao seu redor está todo mundo querendo lhe dar um abraço bem forte e dizer: Feliz Aniversário!

É natural, pois você é uma pessoa muito querida, dessas que encontramos para conversar e nem nos importamos de ver o tempo passar.

Gostaria sinceramente que soubesse que torço pela sua felicidade. Desejo a você um dia repleto de boas surpresas e muitas alegrias! 


Parabéns e Feliz Aniversário!

42% das mulheres relatam ter sofrido assédio sexual, diz Datafolha


Pelo menos quatro em cada dez brasileiras já relataram ter sofrido assédio sexual, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (23) pelo jornal “Folha de S. Paulo”. O instituto mostrou que o índice de mulheres que já vivenciaram o problema é de 42%.
A pesquisa entrevistou 1.427 brasileiras com 16 anos ou mais em novembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.
O índice de mulheres que relatam ter sofrido assédio sexual sobe para 45% se consideradas apenas as mulheres de 16 a 24 anos. Em relação ao nível de escolaridade, o percentual é maior entre as mulheres com nível superior – 44%, contra 13% das mulheres que têm até o ensino fundamental.

Janela partidária deve mudar 10% da Câmara em março


A janela partidária, que vai permitir a parlamentares trocar de partido em março, deve alterar de forma significativa a composição das bancadas na Câmara dos Deputados. A avaliação de líderes é que cerca de 50 deputados vão trocar de sigla, 10% da Casa Legislativa.
O PMDB admite que deve perder oito nomes, mas está na expectativa de ganhar até dez. DEM, PP, PSD e PR têm prometido recursos dos fundos eleitoral e partidário como atrativo, além de tempo de TV na eleição de 2018, algo precioso com a redução da campanha de 90 para 45 dias.

Brigar pra quê?

Destituído da presidência estadual do PEN Patriota, o advogado Luiz Gomes ganhou apoio de 10 diretórios estaduais para brigar, junto à direção nacional, contra a intervenção militar na sigla, provocada pelo grupo do deputado federal Jair Bolsonaro, que pretendia ser candidato a presidente pela legenda, mas ultimamente tem mostrado interesse em se filiar a outros partidos.

domingo, 24 de dezembro de 2017

Hoje 24, música ao vivo em Felipe Guerra.

A região Oeste do Estado realiza neste dia 24, em "Véspera de Feriado Nacional" no município de Felipe Guerra/RN uma noite de lazer e resgate à boa música no som da Cantora "Cynthia Leitte", ao vivo, logo apos 19 horas na churrascaria O Canteiro.



Apoio Cultural:

Prefeito Haroldo Ferreira
Vice-prefeito Salomão Gomes
Vereador Djalma Júnior
vereador Marcos Aurélio 
Vereador Max Morais
Vereador Ronaldo Pascoal
Vereador Ubiracy Pascoal
Vereador Pedro Cabral
Mercantil Valentim
Pindoré do Gildo
Açai do Nicolas
Abilene Depilações
CIA da Beleza
Drogaria do Trabalhador
Edi'Òtica 
Advogado Alison Maia
Glauber Moto Peças
Auto Posto J.T.
Loja Soberana
A & A Advocacia 

Mensagem do Vereador Djalma Júnior.


Chegamos ao final de mais um ano, faltam apenas alguns dias para iniciarmos um novo ano, gostaria de agradecer a todos que fizeram parte de minha vida neste ano de 2017, um ano intenso, de muito trabalho, com novas e grandes amizades, onde reencontrei alguns velhos amigos, e grandes amigos, pessoas incríveis, que não tem como explicar, melhor não, rs. Mas quero agradecer principalmente a minha família e meus irmãos que estiveram sempre presente nos melhores momentos. Desejo a todos vocês um 2018 abençoado! Que Deus os ilumine e guie neste novo ano. Feliz Natal e um próspero ano a todos!

Vereador Djalma Júnior

Governo libera mais R$ 1,2 bilhão para gastos sociais de prefeituras


O governo federal liberou R$ 2,8 bilhões para todas as prefeituras brasileiras neste ano para o custeio de atividades na área de assistência social, como o financiamento das unidades de acolhimento.
Só nesta semana, depois da liberação de recursos que estavam bloqueados no Orçamento, foram repassados R$ 1,2 bilhão.

Odebrecht confirma que Aécio recebeu R$ 50 milhões

A Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Polícia Federal (PF) encontraram novos indícios de que o senador Aécio Neves recebeu propina para atuar em nome de empreiteiras na construção da Usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia. De acordo com executivos da Odebrecht, Aécio recebeu R$ 50 milhões, repassados pela Odebrecht (R$ 30 milhões) e pela Andrade Gutierrez (R$ 20 milhões). As informações são do jornalO Globo.
A Odebrecht apresentou comprovantes bancários que comprovariam depósitos para o senador tucano, por meio de uma conta de offshore em Cingapura, que já havia sido citada por um de seus ex-executivos, Henrique Valladares, à PGR. De acordo com Valladares, a conta está vinculada ao empresário Alexandre Accioly, amigo e padrinho de um dos filhos de Aécio.

Política: cada vez mais elitista e envelhecida


A política nacional envelheceu e enriqueceu nos últimos dez anos. Com base em dados de candidatos aos cargos de deputado estadual deputado federal, senador e governador nas eleições de 2006, 2010 e 2014, informados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o cientista político Emerson Cervi, da Universidade Federal do Paraná verificou que o patrimônio médio dos vencedores aumentou a cada disputa. “Criamos ma plutocracia na última década”, afirma ele, em texto publicado no blog do cientista político Fábio Vasconcellos.
Cervi apurou que, em 2006, o patrimônio médio declarado dos candidatos derrotados ficou abaixo de R$ 1 milhão. Já o dos eleitos foi superior a R$ 1,5 milhão. Na disputa seguinte, em 2010, os perdedores se mantiveram no mesmo patamar, mas os vencedores subiram na vida – tinham em média R$ 2 milhões em bens. Em 2014, a distância entre os dois grupos aumentou, e aqueles que conquistaram um mandato chegaram a um patrimônio de aproximadamente R$ 3 milhões. Os descartados pelo eleitor continuaram na faixa de R$ 1 milhão.