quinta-feira, 12 de julho de 2018

Fifa lucra R$ 2,2 milhões com multas aplicadas durante a Copa da Rússia


Fifa aplicou multas de quase R$ 2,2 milhões (567 mil francos suíços) sobre as federações nacionais por comportamento de seus jogadores, treinadores e torcedores. Mas entidades alertam que ainda existem problemas na legislação no que se refere ao combate à homofobia.
Federico Addiechi, diretor de Sustentabilidade e Diversidade da Fifa, afirmou que o Mundial de 2018 representou o maior programa anti discriminação em uma Copa. Além do monitoramento de todos os jogos por três especialistas, a Fifa contou com a ajuda de um grupo de 50 observadores distribuídos nos estádios para tentar identificar o comportamento de torcedores e jogadores. Os seguranças também foram treinados para lidar com casos de violações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário